• F-11 Segurança

Vigilancia patrimonial: Por que é importante tê-la?

Um dos mais variados serviços prestados hoje pela segurança privada é a vigilância patrimonial, atividade exercida por profissionais devidamente capacitados que visam proteger o patrimônio do cliente de forma preventiva, assim como das pessoas que se encontram dentro do limite estabelecido de vigilância.


Nesse conteúdo hoje vamos explicar como funciona esse serviço, quais suas aplicações e o motivo pelo qual você deve contratá-lo o mais rápido possível, lembrando que não importa a crise o crime e a violência continuam crescendo de forma recorde e por isso seu patrimônio deve ser protegido.


O que é Vigilância Patrimonial?


De forma sucinta é a atividade de vigilância, exercido por profissionais capacitados através de um Curso de Formação de Vigilantes e empregados em empresas que são cadastradas na Polícia Federal. Veja que bem que a vigilância patrimonial tem como objetivo PREVENIR a integridade física de pessoas e bens dentro dos limites de área contratados.


Ela pode atuar tanto em espaços rurais como urbanos, público ou privados desde que seja acordado e delimitado a área dentro do contrato de prestação de serviços. Essa sub área da segurança privada existe há anos, já que a sociedade vem apelando de forma gradativa para uma segurança mais efetiva devido a depredações e roubos.


Não somente isso, imagine um grande empresa farmacêutica às vésperas de finalizar alguma vacina de extrema importância ser invadida por vândalos ou mesmo ter os segredos do seu novo remédio expostos? Isso até pode parecer enredo de filme de ação ou suspenso, mas é a realidade em que vivemos hoje.


Inclusive a lei que regulamenta a vigilância patrimonial foi sancionada em 1987: Lei 7.102/83 e com o Departamento de Polícia Federal como responsável pelas publicações de Portaria e demais cadastramentos.


Qual a importância desse serviço?


Antigamente quando o conceito de segurança patrimonial começou a ser desenvolvido as empresas privadas atuavam apenas na proteção de empresas que transportavam ou lidavam com grandes somas em dinheiro, neste caso as instituições financeiras.


Mas com o passar do tempo e amplitude da violência e crimes contra propriedade e patrimônio no país, surgiu a necessidade de abranger para outras áreas que não somente a financeira e para isso a vigilância patrimonial se tornou tão importante. Sua importância hoje se deve ao fato que ela protege não apenas valores e sim pessoas e áreas devidamente delimitadas ou mesmo em movimento.


Estamos falando de grandes corporações ou indústrias que precisam de uma equipe de segurança que esteja devidamente capacidade para resguardar seus funcionários e suas instalações. Estamos falando de grupos farmacêuticos que precisam de serviços inclusive de escolta, para locomoção de cargas valiosas de um ponto a outro.


Infelizmente hoje, nossa segurança público não consegue a grosso modo defender todas as pontas necessárias, inclusive o tempo de resposta deles é demorado em média 03 minutos. Imagine seu armazém ou sua empresa sofre um ataque nesse exato minuto, você quer esperar a polícia da região agir ou prefere deixar nas mãos da vigilância patrimonial que já estará lá para agir?


Não vamos muito longe, os dados falam por si mesmos. Você sabia que conforme um relatório feito em 2010 quando nosso sistema penitenciário não apresentava um colapso como agora, 52% dos presos dentro do sistema cumpriam pena referente a crimes contra o patrimônio? Em um número baixo, contamos mais de 200 mil presidiários por crimes na mesma área que a vigilância patrimonial trabalha para proteger.


Como funciona a vigilância patrimonial?


Por um lado temos a vigilância patrimonial ostensiva, onde trabalha de forma prioritária com a observação e fiscalização da segurança do local ou ambiente, ou seja, entende-se que quando há o emprego de uma equipe capacitada e devidamente equipado há casos de inibições de ações suspeitas no local.


Entende-se também que há a teoria do triângulo de crime: onde o crime é ocasionado com a junção de 03 situações diferentes.

  • Um criminoso com motivação;

  • Alvo adequado sendo vigiado ou estar no mesmo lugar que o criminoso;

  • Não ter a presença de alguém que tenha a figura de proteção, vigilância do local;

Através da vigilância patrimonial ostensiva, isso é inibido em sua grande maioria, porque despenderam mais tempo, organização, motivação e equipamento para o criminoso em sua ação e acaba indo procurar outro alvo.


Por que terceirizar o serviço de vigilância patrimonial?


A resposta é bem simples, proteger seu patrimônios, seus bens, seus recursos e aqueles que estejam trabalhando nele. Contratar uma empresa que tenha experiência no mercado e saiba como lidar nas mais diversas situações é fundamental. Você não deseja inexperientes, irresponsáveis manuseando armas de fogo em situações reais de perigo no seu evento, não é?


Lembrando que uma empresa de segurança privada é devidamente credenciada na Polícia Federal para poder oferecer seus serviços e atuar no mercado, além dos seus vigilantes terem curso de formação na área.


Escolha uma empresa de vigilância patrimonial com história, conte com a F-11 Segurança e Facilities que possui mais de 25 anos de experiência no ramo de segurança garantindo segurança ao seu patrimônio.


Contamos com uma equipe especializada e profissionais altamente qualificados e treinados para te auxiliar, entre em contato e solicite um orçamento.


Fontes:

Estrada da Aldeia, 799, Granja Viana, Cotia, SP, CEP 06709-300.

(11) 4148-0805 | (11) 9 7589 2735 | (11) 9 9905-1310

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn